Existe uma preocupação mundial com relação aos dados pessoais: para onde vão, como têm sido armazenados e quem tem acesso a eles? A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que entraria em vigor em agosto deste ano, foi adiada para 2021. Seu objetivo principal é regulamentar o assunto. É importante deixar claro se os dados estarão seguros e para que serão utilizados. Isso será uma exigência. O descumprimento da lei pode acarretar multas em 2% sobre o faturamento anual, limitado ao teto de R$ 50 milhões.

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), ligada à presidência, terá autonomia técnica e um conselho-diretor nomeado pelo presidente, com mandato de quatro anos. A partir da LGPD em vigor, toda empresa que tenha um site com formulário de captura de dados deverá solicitar autorização do cliente e informar sobre o objetivo e o tratamento que será dado a essas informações. 

Em caso de passar as informações capturadas a outras empresas, em especial de e-mail marketing, quem repassou os dados continua responsável por eles.  Portanto, para uso dos dados de clientes será sempre necessário pedir autorização prévia.

Como os sites acessam informações

  • Pelos cookies: pequenos arquivos gravados no computador do usuário, com dados sobre a página acessada, onde o usuário clicou, preferências marcadas no site etc. Assim que acessa a página, o usuário deve ser avisado sobre o uso de cookies, com a opção de ser armazenado ou não, além de ser informado sobre o objetivo para o uso do cookie.
  • Formulários com captação de dados como nome, email, telefone, endereço, sexualidade, raça, entre outras.

Deixe seu site dentro da Lei de Proteção de Dados

  • Informar a sua política de privacidade e uso do site, bem como a política de cookies, pedindo autorização do usuário para capturar as informações nos cookies.
  • Deixar um ‘de acordo’ nos formulários de contato, para quem ofereça os dados e deixar a pessoa ciente de que serão armazenados e utilizados por determinado período, com um propósito, que também deve ser esclarecido.
  • O site deve conter um termo de privacidade, justamente com a explicação sobre a coleta dos dados e se podem ou não ser repassados para outras empresas ou pessoas.
  • Por segurança, é necessário utilizar criptografia dos dados, evitando interceptação. 
  • A dica é que os sites capturem apenas os dados necessários para o funcionamento dos mesmos ou para buscar leads.

Adeque seu site

A ClickMidia, atua há mais de 10 anos em todo Vale do Paraíba, com sede em São José dos Campos, desenvolvendo com excelência e criatividade soluções eficientes para sua empresa. Fazemos a adequação do seu site às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados. A ClickMidia também projeta soluções nas áreas de Marketing Digital, Design Estratégico, Produções de Vídeo, Planejamento e Projetos Gráficos. Nos resultados, você tem o sucesso de um trabalho extremamente focado, com conteúdo e novas ideias, executado por uma equipe de perfil inovador que busca gerar soluções otimizadas para sua empresa ou produto.

Precisa adequar seu site para a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)?

You have Successfully Subscribed!